• 7 de fevereiro de 2023 01:25

PMB Notícias

Notícias do Brasil e do mundo

A maioria das pessoas não sabe mas o cravo traz muitos benefícios à saúde

BY CAREN GIBSON

Peter Dazeley/Getty Images

Os cravos-da-Índia estão entre as especiarias mais utilizadas no planeta. Eles são originários da Indonésia e formados a partir dos botões das árvores de cravo. Quando esses botões secam, tal especiaria é produzida. Aliás, seu sabor adocicado tem potencial de proporcionar muitos benefícios para a saúde.

1. Alivia a dor e a inflamação

Marharyta Fatieieva/Getty Images

O elemento contido no cravo que oferece efeitos anti-inflamatórios e analgésicos é o eugenol. Esse composto impede as enzimas e bloqueia as causas do inchaço que ocorrem por meio de lesões ou doenças. Além de ser um versátil ingrediente para bebidas e comidas, essa aromática especiaria é amplamente utilizada na fitoterapia.

Versátil

Tom Merton/Getty Images

Devido à versatilidade dessa especiaria, inclusive, é fácil incorporá-la à dieta. Você, por exemplo, pode fazer chá, bem como coquetéis e outras bebidas alcoólicas. Por seu agradável cheiro, o cravo é ótimo para aromatizar carnes, smoothies, biscoitos e bolos.

2. Ajuda na digestão

Iordache Laurentiu/EyeEm/Getty Images

O papel da digestão é processar todos os alimentos que você come. Ao fazer isso, seu corpo terá o que precisa para continuar funcionando da forma que deveria. Embora a atividade física e uma boa dieta sejam capazes de auxiliar na digestão, o cravo também tem potencial de contribuir para a promoção da saúde intestinal.

Pura fibra

fcafotodigital/Getty Images

Essa especiaria pode incentivar em nossos tratos digestivos a liberação de enzimas, as quais são naturais e essenciais para o processamento dos alimentos. Dessa maneira, o cravo ajuda a combater questões como indigestão, cólica e inchaço. O BrightSide recomenda mascar cravos com mel ou usá-los em pó nas suas refeições. A propósito, o alto teor de fibras dessa especiaria auxilia a prevenir a constipação.

3. Alivia a dor de dente

mirzamlk/Getty Images

Por mais de um século, os dentistas utilizaram uma substância chamada eugenol. Durante a década de 1830, foi usado para restaurações. Posteriormente, foi empregado em óleos para o tratamento de canal e para combater abscessos e doenças gengivais. Pois é, como já foi dito, o cravo é fonte de eugenol.

Quebra um galho

Eric Audras/Getty Images

Na Ásia, por exemplo, tem sido comum tratar dor de dente com óleo de cravo. Afinal, suas qualidades anestésicas são capazes de oferecer alívio à dor nesse meio tempo em que se organiza uma consulta com um dentista. Basta colocar um cravo perto da área afetada na boca ou esfregar óleo de cravo nas gengivas.

4. Promove a saúde do fígado

Michelle Arnold/EyeEm/Getty Images

A verdade é que o eugenol tem potencial de ajudar em outras partes do corpo, como o fígado. Esse é o maior órgão da digestão humana, tanto que é responsável por nada menos que 500 tarefas para garantir uma boa saúde. Basicamente, tudo o que ingerimos passa pelo fígado, o qual sabe o que armazenar, o que liberar e o que eliminar.

Assistência

Seu fígado, aliás, pode se beneficiar de uma dose de eugenol encontrada no cravo. Como poucas investigações foram realizadas em humanos, os cientistas observaram mais os efeitos do óleo de cravo em animais. Eles notaram, portanto, que isso resultou em uma redução da inflamação e uma melhora da eficiência hepática. Além disso, outro projeto de pesquisa sugeriu que o eugenol é capaz de desfazer os danos causados pela cirrose.

5. Fortalece o sistema imunológico

Yasmin Cheong/EyeEm/Getty Images

Os vírus e as bactérias estão por toda parte. Eles podem ser transmitidos, por exemplo, pelo contato com outras pessoas e até com seus próprios animais de estimação. Você também é capaz de pegá-los através de objetos compartilhados, como maçanetas de portas públicas, corrimãos, carrinhos de compras ou caixas eletrônicos. No entanto, se seu sistema imunológico for forte, sua defesa contra infecções e doenças também será.

Vitamina C

Veena Nair/Getty Images

Uma dieta saudável tem potencial de contribuir para o fortalecimento do sistema imunológico. De acordo com o site BrightSide, o cravo pode desempenhar um importante papel nisso. Essa especiaria possui uma grande quantidade de vitamina C, o que aumenta a produção dos glóbulos brancos os quais são essenciais para combater doenças.

6. Auxilia na saúde óssea e articular

Leonid Sneg/Getty Images

Hoje em dia, as crianças são bastante incentivadas a consumir alimentos que se apresentam de grande ajuda no desenvolvimento dos ossos. A saúde óssea, porém, deve ser cuidada também na vida adulta. À medida que as pessoas envelhecem, lá pelos 30 anos já, os ossos gradualmente se tornam mais fracos. O cravo, então, pode contribuir para mantê-los em bom estado.

Condição óssea

Michelle Arnold/EyeEm/Getty Images

Essa especiaria conta com nutrientes que melhoram a condição óssea. Além do eugenol, o cravo contém manganês e flavonoides, os quais ajudam no crescimento ósseo e funcionam como transportadores de outros minerais no corpo.

7. Combate as bactérias

KATERYNA KON/SCIENCE PHOTO LIBRARY/Getty Images

O intestino mostra-se como um ótimo local de reprodução para certos tipos de bactérias, ainda que seu hospedeiro esteja bem de saúde. E. coli, por exemplo, habita o organismo de diversas criaturas saudáveis, como os humanos. Na maioria das vezes, não causa problemas. Os outros tipos de bactérias, contudo, são capazes de deixar as pessoas muito doentes.

Redução da infecção

Mindstyle/Getty Images

Especialistas da Universidade de Buenos Aires, na Argentina, estudaram os efeitos do cravo sobre tais bactérias. Desse modo, eles observaram como a Staphylococcus – uma bactéria que normalmente afeta a pele – e a E. coli reagiram ao óleo de cravo. O que descobriram foi que as células da bactéria se alteraram, fazendo com que a presença de infecção diminuísse visivelmente.

8. Possui bastante antioxidantes

Vladimir Zakharov/Getty Images

Quando o corpo digere os alimentos, produz moléculas chamadas radicais livres. Esses átomos são desnecessários e precisam ser expulsos do corpo, visto que têm potencial de causar um prejudicial estado conhecido como estresse oxidativo. Caso haja muitos em seu corpo, inclusive, câncer, diabetes e doenças cardiovasculares podem ocorrer.

Rico em polifenóis

Job Thomas Moolan/Getty Images

Assim, o cravo apresenta-se como a melhor defesa contra os radicais livres. Isso porque a especiaria contém mais polifenóis – um micronutriente rico em antioxidantes – do que qualquer outro alimento. Quando são absorvidos pelo corpo, os polifenóis conseguem melhorar o funcionamento das artérias, reduzir a pressão arterial e o colesterol e, por fim, permitir com que as pessoas levem vidas mais longas.

9. Regula o açúcar no sangue

nyguy326/Getty Images

Os níveis de açúcar no sangue oscilam demais depois de uma refeição, já que os carboidratos são transformados em glicose e vão para a corrente sanguínea. Logo, o pâncreas emite insulina para ajudar a processar o açúcar. Isso, por sua vez, diminui a quantidade de glicose no sangue, fazendo com que você sinta algumas reações como fome e letargia. Em casos mais graves, entretanto, pode ocorrer a diabetes.

Saudável manutenção

Agnieszka Marcinska/EyeEm/Getty Images

Uma dieta contendo poucos carboidratos é capaz de ajudar a manter saudáveis níveis de açúcar no sangue, bem como o cravo. Pois é, os nutrientes dessa especiaria se comportam da mesma forma que a insulina. Ou seja, eles têm potencial de manter estáveis os níveis de glicemia.

10. É anticoagulante

SCIEPRO/SCIENCE PHOTO LIBRARY/Getty Images

Os coágulos de sangue tendem a aparecer como uma defesa natural do corpo contra cortes e assim por diante. Eles ocorrem quando o tecido sanguíneo engrossa para conter a perda de sangue. Quando o corte cicatriza, normalmente os coágulos se dissolvem e o sangue retorna a sua densidade normal. Todavia, se os coágulos permanecerem e passarem a se mover através da corrente sanguínea, as artérias podem ficar bloqueadas.

Fique atento

Anna Kurzaeva/Getty Images

Por sorte, o cravo – mais especificamente, o eugenol – reduz a taxa de coágulos sanguíneos. No entanto, dada a necessidade de coagulação em algumas circunstâncias, é melhor ficar atento antes de incluir mais cravos nas refeições. Caso você esteja tomando algum anticoagulante, por exemplo, verifique com o seu médico se ele libera o consumo dessa especiaria.

11. Tem importantes nutrientes

Xvision/Getty Images

Mesmo que não pareça, o cravo possui inúmeros nutrientes naquele pequeno botão. Apenas uma colher de chá de cravo moído, por exemplo, fornece um grama de carboidratos e fibras e quase um terço da ingestão diária recomendada de manganês. A especiaria contém, aliás, várias vitaminas.

Uma variedade

Serenethos/Getty Images

Enquanto a fibra é essencial para que você consiga ir ao banheiro sem sofrimento, a vitamina C é capaz de auxiliar no sistema imunológico. Além disso, o manganês encontrado no cravo contribui para manter o cérebro ativo e para fortalecer os ossos. O mais interessante é que não para por aí, pois a especiaria conta com cálcio para funções corporais básicas, bem como com vitamina E e magnésio para produzir células saudáveis.

12. Previne o câncer

CHRISTOPH BURGSTEDT/SCIENCE PHOTO LIBRARY/Getty Images

Estudos sugerem que alguns nutrientes contidos no cravo têm potencial de ajudar a prevenir o câncer. Em um ensaio in vitro, alguns pesquisadores observaram que os compostos dessa especiaria paralisaram o desenvolvimento de tumores e colocaram um fim nas células cancerígenas. Curiosamente, investigações separadas apoiaram essa teoria quando o óleo de cravo eliminou mais de três quartos das células de um câncer de esôfago.

Destruição de células cancerígenas

YelenaYemchuk/Getty Images

A propriedade do cravo que combate ao câncer envolve, mais uma vez, o eugenol. Testes adicionais mostraram, inclusive, que o composto agiu também na destruição das células cancerígenas do colo do útero. Porém, é importante frisar que essas pesquisas estavam relacionadas ao uso bastante concentrado de óleo de cravo, eugenol e extrato de cravo. Se os humanos consumissem doses tão altas dessa substância do cravo, terminariam com graves complicações, como lesões hepáticas.

13. Promove a saúde bucal

Westend61/Getty Images

Como mencionado anteriormente, o cravo possui propriedades antibacterianas no intestino e esses efeitos se aplicam em outras partes do corpo. Desse jeito, essa especiaria pode não só aliviar a dor de dente, como também matar as bactérias que se formam na boca, fazendo com que o cravo se mostre eficaz à saúde bucal.

Enxaguante bucal natural

Guido Mieth/Getty Images

Pesquisadores da Universidade Católica de Leuven, na Bélgica, analisaram os efeitos de um antisséptico bucal natural à base de plantas contendo cravo. Combinada com óleo de melaleuca e manjericão, a receita caseira apresentou-se eficaz no combate às placas e bactérias após somente três semanas de uso.

14. Trata as úlceras gástricas

undefined undefined/Getty Images

Estudos sugerem que o cravo também é capaz de ser eficaz no tratamento das úlceras gástricas. Essas feridas se formam quando as defesas do estômago contra os ácidos usados para quebrar os alimentos não funcionam mais. As úlceras danificam o revestimento do estômago, esôfago e duodeno e isso acarreta em muita dor. O óleo de cravo, contudo, pode ajudar.

Produção de muco gástrico

fcafotodigital/Getty Images

Em uma pesquisa realizada em animais, observou-se que o óleo de cravo estimula a produção de muco gástrico. Essa substância cria uma barreira entre o revestimento do estômago e os ácidos que quebram os alimentos, evitando, portanto, as úlceras. Aliás, estudos separados indicam que os nutrientes do cravo se mostraram eficazes no combate às úlceras gástricas.

15. Regula os níveis de fome

Michelle Arnold/EyeEm/Getty Images

Quando você está com fome, seu estômago às vezes é capaz de produzir um som parecido com um ronco. Bem, isso acontece o tempo todo quando você come, pois certos gases ficam misturados com a comida. Nessa situação, você não vai necessariamente ouvir o barulho. Quando seu estômago está vazio, entretanto, os ruídos são mais altos. Caso você esteja se sentindo constrangido por esses sons, o cravo tem potencial de auxiliar nisso.

Diminui a fome

Peter Dazeley/Getty Images

Enquanto a hora do almoço não chega, a fibra contida no cravo pode contribuir para suprimir qualquer ruído de seu estômago. Ao site de saúde Well And Good em fevereiro de 2019, a nutricionista Amy Gorin explicou: “Para uma especiaria, o cravo possui uma impressionante quantidade de fibra – um nutriente que é capaz de ajudar a regular seus níveis de fome. Uma única colher de chá de cravo tem cerca de um grama de fibra”.

16. Alivia as dores de cabeça

IAN HOOTON/SCIENCE PHOTO LIBRARY/Getty Images

As dores de cabeça podem ter muitas causas, indo desde o estresse até a desidratação. Inclusive, costuma surgir com um resfriado ou uma gripe. As dores de cabeça aparecem também como resultado de problemas oftalmológicos ou, para as mulheres, vêm com a menopausa ou com o ciclo menstrual. Todavia, seja qual for a causa, o cravo tem potencial de auxiliar no alívio dessa dor.

Cravo, sal grosso e leite

fcafotodigital/Getty Images

Para tratar a dor de cabeça, existe uma simples receita. Primeiro, moa alguns botões de cravo e coloque uma pequena pitada de sal grosso. Em seguida, adicione leite e beba. As qualidades anestésicas do cravo logo ajudarão a aliviar a dor. Segundo um programa de culinária do canal de notícias NDTV, até mesmo o aroma dessa especiaria trará algum alívio.

17. Tem possíveis riscos

AROON PHUKEED/Getty Images

É evidente, então, que inserir o cravo na dieta acarreta em muitos benefícios para a saúde. No entanto, como sempre dizem por aí, tudo em excesso faz mal. “Eu realmente recomendo que você fale com seu médico ou com sua equipe médica antes de adicionar a sua dieta o cravo e/ou óleo de cravo em doses medicinais”, orientou a nutricionista Gorin. “É capaz de existir possíveis riscos ao consumir grandes quantidades de cravo”.

Tome cuidado

fotoco-istock/Getty Images

“Crianças e mulheres grávidas ou que estão amamentando devem evitar ingerir cravo ou óleo de cravo em doses medicinais. Nas crianças, o óleo de cravo pode causar convulsões, lesões hepáticas ou desequilíbrio eletrolítico”, prosseguiu Gorin. “Como o cravo contém eugenol, o qual tem potencial de reduzir a coagulação do sangue, as pessoas devem evitar o cravo ou o óleo de cravo em doses medicinais pelo menos duas semanas antes de uma cirurgia. As pessoas com doenças hemorrágicas devem evitar isso completamente. A propósito, a aplicação de óleo de cravo na boca ou nas gengivas é capaz de causar danos a essa área”.

18. Não costuma dar certo com medicamentos

R.Tsubin/Getty Images

O cravo pode não funcionar bem se for consumido com alguns remédios. Ou seja, fique esperto para não tomá-lo com analgésicos. “Pode ocorrer do cravo e do óleo de cravo em doses medicinais reagirem com medicamentos como aspirina, ibuprofeno, naproxeno e varfarina”, disse a nutricionista. “Dessa maneira, eu recomendo mesmo que você fale com seu médico antes de adicionar uma grande quantidade de cravo a sua dieta”.

Tudo com moderação

mikroman6/Getty Images

Porém, o cravo é aceitável quando ingerido com moderação. “Se você fizer uma fornada de muffins com cravos e comer só alguns, você deve ficar bem”, esclareceu Gorin. É quando é consumido em excesso que os problemas podem começar a surgir. Como ainda não definiram uma quantidade segura para o consumo diário de cravo, consulte um profissional de saúde caso você esteja preocupado.

19. Protege o DNA

KTSDESIGN/SCIENCE PHOTO LIBRARY/Getty Images

A verdade é que nosso DNA tem potencial de ser afetado por agentes mutagênicos, os quais são capazes de alterar a estrutura dos genes e causar anormalidades. Os fenilpropanoides, contudo, são uma classe de compostos encontrada em todo o reino vegetal que contribui na construção de paredes celulares, bem como na proteção contra os danos da radiação ultravioleta e intensa luminosidade. Também, eles desempenham outro fundamental papel.

Saudável DNA

fcafotodigital/Getty Images

O cravo é cheio de fenilpropanoides. Por isso, algumas investigações foram realizadas a respeito dos efeitos desses compostos no DNA. Conforme o Journal of Agricultural and Food Chemistry, os resultados mostraram que as células afetadas pelos agentes mutagênicos exibiram significativa resistência aos seus efeitos transformadores quando tratadas com fenilpropanoides.

20. É afrodisíaco

fcafotodigital/Getty Images

Um afrodisíaco é uma substância que desperta desejo ou melhora as experiências sexuais. Embora alguns fármacos tenham potencial de ser usados para alcançar esses resultados, tais efeitos podem ser produzidos por fontes naturais, como ervas e especiarias. O cravo, aliás, encontra-se entre as especiarias que parecem ter propriedades que aumentam a libido.

Aumento da libido

Jerri Sheets/EyeEm/Getty Images

Por muitos séculos, especiarias como noz-moscada e cravo têm sido utilizadas para aumentar o desejo sexual. A medicina unani – uma antiga prática grega adotada na Índia que faz uso de remédios naturais -, por exemplo, apoia essa questão. Além disso, testes têm evidenciado que os nutrientes na noz-moscada e no cravo possuem efeitos semelhantes aos medicamentos sintéticos que são produzidos com a finalidade de aumentar o prazer sexual.

https://social.entrepreneur.com/s/cloves-unique-health-property-portuguese?as=6dap%7B%7Bad.id%7D%7D&utm_source=fb&utm_medium=z020409&utm_content=%7B%7Badset.id%7D%7D&utm_campaign=6dap%7B%7Bad.id%7D%7D&fbclid=IwAR1dKSd98Hn17kxMGj-1cwoC3Zrkoo67hkL7aGMYqD7attg0ptIM7UmDvp4&bdk=0

SANTANA

SANTANA - Jornalista/ Bacharel em Ciência Política / Sociólogo/ Gestor em Segurança Pública e Policiamento / Pós graduado em Sociologia e Política de Segurança Pública

Deixe um comentário