País registrou recorde de aeronaves chinesas em seu espaço aéreo; no Brasil, Consulado Chinês tenta impedir presença de deputado estadual em evento com autoridades de Taiwan 

POR LEONARDO TRIELLI em 05/10/2021

Em entrevista ao canal de televisão australiano ABC, no domingo (03), o ministro das Relações Exteriores de Taiwan, Joseph Wu, alertou para a iminência de um confronto entre os dois países.

“A defesa de Taiwan está em nossas próprias mãos e estamos absolutamente comprometidos com isso”, disse o ministro. “Tenho certeza de que se a China for lançar um ataque contra Taiwan, acho que eles também sofrerão tremendamente.”

A China tem aumentado as provocações à ilha de Taiwan nos últimos dias. Desde o primeiro dia de outubro, aproximadamente 150 aviões chineses invadiram o espaço aéreo da pequena ilha independente. Só na segunda-feira foram 56 aeronaves, maior número já registrado em apenas um dia.

Em artigo na revista Foreign Affairs, a presidente taiwanesa Tsai Ing-wen (foto) disse que o país não busca um confronto militar. “Mas, se sua democracia e modo de vida forem ameaçados, Taiwan fará de tudo para se defender”, escreveu a presidente.

Ing-wen fez questão de destacar importantes questões ideológicas ao apontar a forma como o mundo lidou com a peste chinesa: “Os regimes autoritários estão mais convencidos do que nunca de que seu modelo de governança é mais bem adaptado do que a democracia às exigências do século XXI”, disse a presidente antes de fazer um alerta:

“Se Taiwan cair, as consequências serão catastróficas para a paz regional e o sistema de alianças democráticas. Seria um sinal de que na atual competição global de valores, o autoritarismo tem controle sobre a democracia.”

Em tempo: na semana passada, o Consulado da China tentou impedir a presença de deputados estaduais de São Paulo em evento comemorativo com autoridades de Taiwan.

Por e-mail, o Consulado pediu que o deputado Gil Diniz (PSL) não comparecesse ao evento e se imiscuísse de se envolver em assuntos relacionados à ilha.

Em 2020, o embaixador chinês enviou carta à Câmara dos Deputados, em Brasília, pedindo que o legislativo brasileiro não se manifestasse sobre a posse do segundo mandato da atual presidente de Taiwan.


https://sensoincomum.org/2021/10/05/taiwan-avisa-que-esta-preparada-para-a-guerra-contra-a-china/?fbclid=IwAR3Ukg6rtFjEhl1iwm0-aQGgAbUem0Fh4j2qSFJVHCjDO6LfMfoSLJdoY2o

By SANTANA

SANTANA - Jornalista / Bacharel em Ciência Política / Gestor em Segurança Pública e Policiamento / Pós graduado em Sociologia da Segurança Pública

Deixe um comentário