5 de agosto de 2021

PMB Notícias

Santana Jornalista

SERVIDOR PÚBLICO – Respeite e Valorize os que merecem

Por Santana

Primeiramente, eu sou um dos apoiadores do Presidente Bolsonaro, apoio a reforma administrativa, deste de que, mexa no bolso e nas mordomias da minoria de servidores públicos que ganham muito, entendo por muito quem ganha acima de R$ 15 mil (Vereadores, Deputados, senadores, juízes, desembargadores, promotores, apadrinhados políticos indicados a cargos comissionados, etc.. dentre esta casta, tem gente que ganha mais de R$ 100 mil por mês.. ao contrário da maioria dos servidores públicos, de todas as esferas que ganham em média de 3 a 7 salários mínimos, como os policiais, professores, servidores da saúde, não são esses que quebram a previdência e não são esses milhões de servidores públicos que possuem diversas vantagens e mordomias.

Além do que, nivelar por baixo é fácil.. será que realmente, o serviço público paga muito? Ou a iniciativa privada e o INSS que pagam muito pouco? Outra coisa, tirando os cargos comissionados, que são um câncer dentro do funcionalismo.. os concursados NÃO ganharam nada de ninguém, mas sim, CONQUISTARAM o seu emprego através de um concurso público dificílimo, onde a concorrência média é de no mínimo 20 candidatos por vaga, outra questão que o ministro não citou.. o servidor público paga pela sua aposentadoria, o desconto mensal da previdência própria dos servidores é de 14% a 19% dos seus vencimentos, bem acima dos descontos da iniciativa privada que é 8%.. pra onde vai todo esse dinheiro?? E pra finalizar, servidores públicos não tem direito a FGTS, garanto ao Ministro que a maioria abriria mão de sua estabilidade em troca da conversão do seu tempo de serviço e dinheiro pago para as previdências próprias para FGTS.

Na entrevista, foi citada a quantidade de aproximadamente 12 milhões de servidores públicos, isso para impactar a opinião Pública, pois isso dá em torno de 5% da população brasileira.. creio que está dentro dos padrões aceitáveis, pois o Estado também necessita cumprir com sua função social e necessita de servidores públicos qualificados para exercerem as políticas públicas nas diversas áreas da administração, não é só arrecadar e empurrar a questão do emprego para a iniciativa privada. Para finalizar, mexer somente com a maioria que ganha mal, não é reforma…mas sim, covardia!

Santana Jornalista / Bacharel em Ciência Política / Pós Graduado em Segurança Pública e Policiamento
pmbnoticias.com