• sáb. abr 13th, 2024

PMB NOTÍCIAS

Tudo que você precisa saber, agora ao seu alcance.

Grupo de promotores pede que Bolsonaro declare “Estado de Defesa”

Grupo de promotores pede que Bolsonaro declare “Estado de Defesa” e avalie intervenção federal

Na prática, a medida, alvo de polêmicas, amplia os poderes do chefe do Executivo e reduz a autonomia da população. Promotores acusam governadores e prefeitos de não utilizar corretamente as verbas federais para combate à pandemia.

A Associação Nacional Ministério Público Pró-Sociedade, composta por membros do MP, protocolou na última terça-feira, 16, junto à Presidência da República, um pedido para que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) avalie declarar “Estado de Defesa” no País devido à crise durante a pandemia de Covid-19. Na prática, a medida amplia os poderes do chefe do Executivo e reduz a autonomia da população.

O pedido é assinado pelo advogado Douglas Ivanowski Bertelli Kirchner, que representa os deputados bolsonaristas Filipe Barros (PSL-PR) e Chris Tonietto (PSL-RJ) em pelo menos uma ação na Justiça. 

No texto, os membros do MP Pró-Sociedade defendem que a medida concentraria nas mãos da União a coordenação dos rumos da pandemia, “evitando-se os equívocos e desencontros de muitas das medidas adotadas pelas demais unidades da Federação”, cuja ação atualmente está “suprindo direitos individuais indisponíveis”. 

Com a petição para o Estado de Defesa, a associação chega a apoiar que o governo federal se aproprie do uso temporário de bens e serviços públicos de outros entes federativos. Ainda segundo a peça jurídica, o objetivo é “preservar ou prontamente restabelecer, em locais restritos e determinados, a ordem pública ou a paz social ameaçadas por grave e iminente instabilidade institucional ou atingidas por calamidades de grandes proporções na natureza”.

No documento, os procuradores também pedem a atuação da Polícia Federal. Eles argumentam que é preciso investigar o que os estados e municípios fizeram com os recursos federais repassados pelo governo para o combate à pandemia no país.

O texto, que cita estado de São Paulo, governado por João Doria (PSDB), acusa chefes do executivo estadual e prefeitos de não utilizar corretamente as verbas federais para o combate à pandemia da Covid-19 e para na estruturação do Sistema de Saúde. “O Brasil teria, hoje, cerca de 250 mil leitos de UTI, e não apenas um terço desse número, consoante últimos dados divulgados”, alega.

Apesar disso, o texto afirma que “uma vez decretada pelo presidente, o controle dessas ações ficará concentrado nas mãos do governo, evitando, assim, que estados e municípios atuem por conta própria, como parece já estar ocorrendo”. A petição acrescenta ainda que, caso o proposto não seja o suficiente, Bolsonaro avalie “a possibilidade então de decretação de intervenção federal em algumas unidades da Federação”

Associações do Ministério Público repudiaram o pedido. Em nota, as entidades afirmaram que essa posição não reflete a imagem da instituição, classificando os argumentos do MP Pró-Sociedade como “arroubos autoritários”.

“Causa estranheza que, por ilações genéricas, tal associação, cujo presidente já classificou a pandemia como ‘velhacaria golpista’, pretenda ver decretada medida de restrição constitucional das liberdades fundamentais, sob o fundamento de que ‘concentraria nas mãos da União a coordenação dos rumos da pandemia’”, diz parte do texto. 

A nota é assinada pela Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp), a Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR), a Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho (ANPT), a Associação do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (AMPDFT) e a Associação Nacional do Ministério Público Militar (ANMPM).

O tema também veio a tona no início deste ano, quando o procurador-geral da República, Augusto Aras, também sugeriu ao governo decretar “Estado de Defesa“. Contudo, procuradores e ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) se manifestaram contra a medida.

https://www.opovo.com.br/noticias/politica/2021/03/17/grupo-de-promotores-pede-que-bolsonaro-declare–estado-de-defesa–e-avalie-intervencao-federal.html?fbclid=IwAR1_M5dGt3cjOjwqJ0L1Y3HC46FZ8ycxk967-2gPKOxQMCVsGuuyAwIXaMg

By SANTANA

Jornalista/ Bacharel em Ciência Política / Sociólogo/ Gestor em Segurança Pública e Policiamento / Pós graduado em Sociologia e Política de Segurança Pública

Deixe um comentário

Verified by MonsterInsights