• sex. jun 14th, 2024

PMB NOTÍCIAS

Tudo que você precisa saber, agora ao seu alcance.

Moçambique soma 417 mortos após passagem de ciclone

EPA2181. BEIRA (MOZAMBIQUE), 22/03/2019.- Una mujer busca materiales para reconstruir su hogar tras el paso del ciclón Idai, este viernes en Beira (Mozambique). Más de 200 personas se encuentran desaparecidas por el devastador impacto del ciclón Idai en el sudeste de África, la mayoría en Mozambique y Zimbabue, informó hoy el Comité Internacional de la Cruz Roja (CICR). EFE/ Tiago Petinga
  • Por Jovem Pan

O número de mortos após a passagem do ciclone Idai por Moçambiquesubiu de 294 para 417, de acordo com as informações divulgadas neste sábado (23) pelo Instituto Nacional de Gestão de Emergências.

Com isso, o total de vítimas já supera 600 pessoas nos três países atingidos.

A maioria dos óbitos registrados em território moçambicano aconteceram na província de Sofala, na região central, principalmente na cidade de Beira, onde já são 123 mortos.

O governo de Moçambique ainda elevou o número de atingidos pela catástrofe de 344.881 para 482.974.

No total, 39.603 casas foram total ou parcialmente destruídas e 3.140 salas de aula estão inacessíveis, o que impede quase 100 mil estudantes de irem à escola.

O ciclone Idai, de categoria 4, tocou o solo no centro de Moçambique no último dia 14, com ventos de mais de 170 quilômetros por hora.

Na sexta-feira (22), o fenômeno avançou em direção ao interior, atravessando o Zimbábue, onde já há 259 mortos, segundo informações não oficiais.

Além disso, pelo menos 200 pessoas estão desaparecidas, a maioria em Moçambique e no Zimbábue, de acordo com dados divulgados pelo Comitê Internacional da Cruz Vermelha.

Antes de se formar no canal que separa Moçambique do Madagascar, o Idai era uma tempestade tropical, que causou grandes inundações no primeiro país e também em Malawi, que deixaram 56 mortos.

https://jovempan.uol.com.br/noticias/mundo/mocambique-soma-417-mortos-apos-passagem-de-ciclone.html?utm_content=bufferf69f3&utm_medium=social&utm_source=facebook.com&utm_campaign=buffer&fbclid=IwAR0kxMMhSfept_i8kf4DKxM01qsgqOhrRnOH9QjxExGlg94PybYldH_1C4Q

By SANTANA

Jornalista/ Bacharel em Ciência Política / Sociólogo/ Gestor em Segurança Pública e Policiamento / Pós graduado em Sociologia e Política de Segurança Pública

Deixe um comentário

Verified by MonsterInsights