• 29 de novembro de 2022 21:11

PMB NOTÍCIAS

Notícias, Política e Atualidades

A Pirâmide e a Grande Reunião dos 144.000

A grande pirâmide já foi associada ao centro do mundo antigo, e sua posição, calculada para se referir não somente às quatro direções da Terra como uma bússola, mas para estar plantada no centro do mundo antigo como um MARCO ou sinal de encontro e reunião espiritual no futuro tempo.

O tempo do retorno dos deuses para a colheita da humanidade que eles ajudaram a “semear” no passado.

Por isso, ela pode ser associada facilmente ao grande Monte Sion que o Apocalipse 14 declara, local da reunião dos 144 mil escolhidos de Deus.

E sabe o que significa a palavra SION em hebraico?

marca, poste, coluna, MONÓLITO, monumento sinalizador.

Muitas teorias modernas associam a pirâmide a fantásticas tecnologias desconhecidas, mas ignoram talvez a sua principal função: marcar um lugar ao menos simbólico no centro do mundo, para reunir, num mesmo lugar, as almas seladas das quatro direções, levadas ali pelas quatro categorias de Anjos ceifadores, como os profetas do Velho Testamento e os apóstolos do Novo Testamento declaram, de forma igual.

Inclusive, várias medidas da Grande Pirâmide e da Pirâmide de Kéfren já foram vinculadas aos números e proporções bíblicas, incluindo o 144.000!

E uma profecia desconcertante é encontrada em Isaías 19, 19:

“Naquele tempo o Senhor terá um altar no meio da terra do Egito, e uma coluna se erigirá ao Senhor, junto da sua fronteira.

E servirá de sinal e de testemunho ao Senhor dos Exércitos na terra do Egito, porque ao Senhor clamarão por causa dos opressores, e ele lhes enviará um salvador e um capitão, que os livrará.”

Isaías 19:19,20

O profeta Isaías fala da vinda de dois ungidos relacionados ao tema simbólico do Egito, e que se alinham com as duas testemunhas do Senhor de toda a Terra.

E o que é dito sobre as duas testemunhas no Apocalipse?

“E jazerão os seus corpos mortos na praça da grande cidade que espiritualmente se chama Sodoma e Egito, onde o nosso Senhor também foi crucificado.”

Apocalipse 11:8

Cidade espiritualmente chamada de Sodoma e Egito?

Sodoma não existe mais, porém o Egito ainda está lá, com suas magníficas pirâmides.

Jesus também foi crucificado naquelas cidades espirituais?

Claro que são códigos ocultos envolvidos.

Aliás, para quem viaja em astral ou traz sonhos conscientes, as pirâmides são templos em atividade interna até os nossos dias, na sua contraparte astral, muito além da dimensão física dos monumentos aparentemente desativados.

Há grandes reuniões ali, assuntos místicos de profundo mistério, conexões diretas com os reinos ocultos da Terra, seus mestres e hierarquias, portais para Agarthi e túneis de energia direcionados às estrelas e suas civilizações originais que aqui estiveram no passado distante.

O projeto da Pirâmide não sustenta uma cruz por acaso.

Ou vocês acham que essa forma arquitetônica e geometria perfeita e imensa, localizada num ponto estratégico de grande energia da Terra, não abre portas dimensionais em outros planos de consciência? Somente uma humanidade mais adormecida que pedra sequer suporia algo além de um monte de pedras empilhadas naquelas edificações alinhadas com as estrelas…

Mas isso é só a casca da realidade maior por trás destes altares da divindade espalhados em toda Terra e centralizados pelo maior de todos eles, no meio da Terra do Egito.

Por isso, eu afirmo que os maiores mistérios relacionados às pirâmides, aos hieróglifos e a Grande Esfinge ainda não foram descobertos.

Aguardando uma humanidade preparada para tantos tesouros do conhecimento superior.

Até esse dia, a Esfinge continuará muda, devorando a ignorância dos indignos e profanos que apenas enxergam pedras na frente…

https://www.facebook.com/photo/?fbid=637191634430334&set=a.234232384726263

SANTANA

SANTANA - Jornalista/ Bacharel em Ciência Política / Sociólogo/ Gestor em Segurança Pública e Policiamento / Pós graduado em Sociologia e Política de Segurança Pública

Deixe um comentário