• 7 de junho de 2023 12:50

PMB Notícias

Notícias do Brasil e do mundo

Terroristas executam cristãos no Quênia

Terroristas separam passageiros de ônibus por religião e executam cristãos, no Quênia

Homens armados emboscaram um ônibus no Quênia e atiraram contra os passageiros. Os cristãos foram separados dos muçulmanos e foram assassinados.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DA INTERNATIONAL CHRISTIAN CONCERN

Homens armados vinculados ao Al-Shabaab, grupo terrorista que atua principalmente no sul da Somália, atacaram um ônibus que saía de Mandera, no nordeste do Quênia, para Nairóbi, a capital do país.

Os terroristas emboscaram o ônibus nesta terça-feira (6) enquanto o veículo atravessava uma ponte, informa a organização International Christian Concern (ICC).

No início, os homens armados tentaram parar o ônibus acenando com as mãos, mas o motorista não parou. Quando os militantes viram que o ônibus não iria parar, abriram fogo contra ele.

Por causa dos disparos, sete passageiros do ônibus ficaram gravemente feridos. O tiroteio também fez o ônibus quebrar. 

De acordo com relatos da polícia local, os militantes embarcaram no ônibus e separam todos os passageiros por religião. No entanto, eles descobriram que a maioria das pessoas a bordo do ônibus eram muçulmanos somalis locais e ficaram bravos com o motorista do ônibus, por não ter parado.

Segundo a ICC, “os agressores teriam separado todos os cristãos do ônibus e depois os executado”. Ataques como este tornaram-se frequentes nos últimos seis anos. 

“Al-Shabaab está com raiva do governo queniano por apoiar o governo nacional da Somália. Eles conduzem esses ataques a cristãos no Quênia como forma de punir o governo queniano”, diz a organização.

https://guiame.com.br/gospel/noticias/terroristas-separam-passageiros-de-onibus-por-religiao-e-executam-cristaos-no-quenia.html?fbclid=IwAR1C2dPbpOQYO7rOfIWSBwKEgIfT0Bhn8S3OeXflPqzA40I6vNlHKAjKdGs

SANTANA

Jornalista/ Bacharel em Ciência Política / Sociólogo/ Gestor em Segurança Pública e Policiamento / Pós graduado em Sociologia e Política de Segurança Pública

Deixe um comentário