As delegações comunistas estão hospedadas em Caracas, capital da Venezuela, para participar da Assembleia Internacional dos Povos (AIP), que acontece entre os dias 24 e 27 de fevereiro.

Os membros do comitê articulador do evento ofereceram detalhes sobre a organização durante entrevista coletiva no último sábado (23).

O líder do grupo terrorista de esquerda Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), João Pedro Stedile, afirmou que a data escolhida para a realização do evento simboliza a solidariedade à Venezuela.

Como de costume, Stedile reforçou a narrativa utilizada pelo ditador Nicolás Maduro, acusando os EUA de orquestrarem um ataque contra o país sul-americano.

“Estamos aqui, a comissão coordenadora da Assembleia Internacional dos Povos. Levamos dois anos nos preparando e marcamos justamente a Assembleia para ser realizada aqui em Caracas, nesta data, como uma forma de solidariedade de todas as organizações do mundo ao governo de Nicolás Maduro e ao povo da Venezuela”, disse Stedile.

https://www.diarioconservador.org/2019/02/24/lider-do-mst-esta-na-venezuela-apoiando-ditador/?fbclid=IwAR1bjqUF9XfFuwAbvNI7PTy18YHer3lx-qijMTWYJrzzKJqdjWzDdPMQMIA

By SANTANA

SANTANA - Jornalista / Bacharel em Ciência Política / Gestor em Segurança Pública e Policiamento / Pós graduado em Sociologia da Segurança Pública

Deixe um comentário