Paulo Freire se tornou patrono da educação brasileira através de uma lei sancionada pela ex-presidente Dilma Rousseff em 2012.

A deputada federal Caroline De Toni (PSL-SC) protocolou, nesta segunda-feira (29), na Câmara dos Deputados, um Projeto de Lei que visa retirar de Paulo Freire o título de patrono da educação brasileira.

Em vídeo publicado no Twitter, Caroline declarou:

“Nossa Constituição prevê o pluralismo de ideias e Paulo Freire não nos representa. […] Não podemos aceitar que a nossa educação seja pautada por um ideólogo marxista.”

A deputada do PSL ainda aproveitou para parabenizar o filósofo Olavo de Carvalhopor seu aniversário. Caroline foi aluna do professor no ano de 2006.

Confira o vídeo:

Vídeo incorporado

Paulo Freire passou a ser reconhecido como patrono da educação brasileira através da Lei nº 12.612, de abril de 2012.

Ainda nesta segunda-feira, como noticiou a RENOVA, o presidente da República, Jair Bolsonaro, se mostrou favorável ao movimento para alterar o titular do posto de patrono:

“Quem sabe nós temos uma patrona da educação, não mais um patrono muito chato. Não precisa falar quem é, que temos até o momento, que vai ser mudado. Estamos esperando alguém diferente.”


https://renovamidia.com.br/projeto-de-deputada-do-psl-visa-retirar-titulo-de-patrono-de-paulo-freire/?fbclid=IwAR3w5WAqzN7gYJgipkPlKk0qgQzSfJRmZSXnFywvk-loy9-NbYOWLUswIPo

By SANTANA

SANTANA - Jornalista / Bacharel em Ciência Política / Gestor em Segurança Pública e Policiamento / Pós graduado em Sociologia da Segurança Pública

Deixe um comentário