A Cruz Vermelha observou: “milhares de vilarejos foram abandonados por seus habitantes miseráveis, que saíram vasculhando para achar comida onde quer que encontrasse. Eles sobreviviam de grama, montes de terra, animais domésticos… e até mesmo carne humana. Em junho de 1921, Lênin reconheceu a iminente tragédia, e o escritor [Maxim] Gorki apelou ao mundo por ajuda. A liderança da Cruz Vermelha soviética enviou uma mensagem a Genebra, enfatizando a urgência da situação.
De acordo com os trabalhadores voluntários que chegaram dos Estados Unidos e da Europa em 1921, “os rumores horríveis sobre salsichas preparadas a partir de cadáveres humanos, embora oficialmente negados, eram comuns. No mercado, entre os feirantes mais agressivos, que se juravam um ao outro, ouvia-se ameaças de fazer salsichas de uma pessoa.”
Outro disse: “as famílias estavam matando e devorando pais, avós e filhos”.

https://web.facebook.com/photo.php?fbid=2058335264273823&set=pcb.2058335640940452&type=3&theater

By SANTANA

SANTANA - Jornalista / Bacharel em Ciência Política / Gestor em Segurança Pública e Policiamento / Pós graduado em Sociologia da Segurança Pública

Deixe um comentário