A taxa de inflação dos Estados Unidos disparou em outubro para 6,2% em relação ao mesmo mês do ano passado, ficando 0,9 ponto percentual acima da marca de setembro, o que representa o registro mais alto dos preços de consumo no país desde 1990, conforme informou nesta quarta-feira Departamento do Trabalho.

O dado do mês passado surpreendeu a maioria dos analistas, que esperavam uma taxa de 5,7% no período de outubro de 2020 a outubro de 2021.

Sem considerar os preços de alimentos e combustíveis, que são mais voláteis, o núcleo de inflação em outubro foi de 0,6%, com uma taxa anual de 4,6%.

O preço da energia subiu 4,8% em outubro, e o dos alimentos aumentou 0,9%, segundo o governo. Concretamente, o preço pago pelos consumidores pela gasolina encareceu 6,1% no mês passado e subiu 49,6% em um ano.

A inflação é um dos principais motivos de preocupação nos EUA. Até agora, o Federal Reserve (banco central) insiste que as taxas elevadas de inflação terão um caráter transitório.

By SANTANA

SANTANA - Jornalista / Bacharel em Ciência Política / Gestor em Segurança Pública e Policiamento / Pós graduado em Sociologia da Segurança Pública

Deixe um comentário