• 7 de fevereiro de 2023 02:43

PMB Notícias

Notícias do Brasil e do mundo

Nova onda de demissões em massa confirma que a crise das big techs está longe de acabar

FolhaDestra

Google e Microsoft anunciaram, nesta semana, que demitirão mais de 10.000 funcionários, cada uma

O ano das big techs começou exatamente como terminou 2022: com o comunicado de demissões, multas, reestruturação de negócios e turbulência. A Alphabet, controladora do Google, anunciou hoje a demissão de 12 mil funcionários nos próximos meses, o que seria uma resposta a “uma realidade econômica distinta que enfrentamos hoje”

Na quarta-feira (18), a Microsoft divulgou medidas similares para reduzir o custo de suas operações, o que inclui a demissão de 10 mil funcionários, até março. A justificativa é a mesma apresentada pela direção do Google, e seria uma resposta “às condições macroeconômicas” adversas.

O Twitter enfrenta sua própria tempestade, após a rede social ser comprada pelo bilionário Elon Musk. Com a necessidade de cortar custos para pagar a dívida da compra, Musk demitiu mais da metade da força de trabalho da plataforma, parou de pagar alugueis, leiloou objetos, livrou-se de centros de processamento de dados e até mesmo deixou escritórios sem itens básicos, como papel higiênico.

No final de janeiro, Elon precisará pagar uma parcela de US$ 1,5 bilhão (R$ 7,8 bilhões) em juros da dívida de US$ 13 bilhões contraída por ele para pagar a compra da plataforma. Em reunião com funcionários, ele chegou a dizer que existe a possibilidade de a empresa pedir falência.

Saindo da pandemia, os cortes de empregos em 2022 aumentaram 649% em relação a 2021, liderados por companhias de tecnologia, de acordo com a empresa de coaching Challenger, Gray & Christmas.

A queda na demanda em meio a um forte aumento nos custos de empréstimos levou vários executivos do setor a admitir que contrataram em excesso durante a crise da Covid-19.

O desdobramento da crise que corroi o valor de mercado das maiores empresas de tecnologia do mundo já era esperado por especialistas, que anunciaram que o cenário deve ser igualmente desafiador em 2023. As informações são do R7.

https://www.folhadestra.com/nova-onda-de-demissoes-em-massa-confirma-que-a-crise-das-big-techs-esta-longe-de-acabar/

SANTANA

SANTANA - Jornalista/ Bacharel em Ciência Política / Sociólogo/ Gestor em Segurança Pública e Policiamento / Pós graduado em Sociologia e Política de Segurança Pública

Deixe um comentário