• 29 de novembro de 2022 22:24

PMB NOTÍCIAS

Notícias, Política e Atualidades

Brasil alavanca crescimento no setor de aviação

Com Brasil na liderança, Boeing prevê que a frota de aeronaves da América Latina quase dobrará nos próximos 20 anos

Por Gabriel Benevides

O Brasil terá a maior parte da frota de aviação comercial da América Latina, disse hoje a Boeing. De acordo com a previsão da empresa para o mercado de aviação comercial, a frota da América Latina terá crescimento acima de 85% nos próximos 20 anos, com o Brasil responsável por 30% da demanda.

A previsão faz parte do documento “2022 Commercial Market Outlook (CMO)” da Boeing, que coloca a região à frente na recuperação do tráfego aéreo global do setor e mostra resiliência da demanda na América do Sul. De acordo com o CMO, a região da América Latina e Caribe vai precisar de 2.240 novas aeronaves até 2041. 

O CMO é uma projeção anual da demanda por aeronaves comerciais e serviços para os próximos 20 anos. Em sua edição mais recente, o documento estima que a região da América Latina e Caribe vai precisar de mais de 2 mil novos aviões de corredor único nas próximas duas décadas. Essas novas entregas mais que dobrarão a frota atual e serão usadas em rotas populares de turismo entre a América do Norte, México e Caribe, além de expandir as redes intrarregionais.

Mais da metade das entregas das novas aeronaves promoverá o crescimento da aviação comercial em todo o continente, com os pedidos restantes substituindo aviões mais antigos por modelos mais econômicos, como o 737 MAX, 787 Dreamliner e 777X, de acordo com a Boeing.

A renovação da frota é um componente fundamental da estratégia da Boeing para descarbonizar o setor aeroespacial. As novas aeronaves proporcionam ganhos de eficiência significativos — cada geração reduz o uso de combustível e as emissões de 15 a 25%. Mais detalhes sobre a sustentabilidade dos produtos da Boeing são descritos aqui.
 

Comemorando 90 anos de operações no Brasil, a Boeing tem trabalhado com todo o ecossistema aeroespacial para tornar a indústria de aviação mais sustentável. Veja mais sobre essas iniciativas aqui.

O CMO para América Latina 2022 também inclui as projeções abaixo até 2041:

  • O tráfego de passageiros na região deve crescer 4,4% ao ano.
  • A demanda por serviços comerciais de pós-venda, incluindo manutenção e reparo, deve movimentar US$ 135 bilhões.
  • A frota de cargueiros da América Latina deve crescer quase 50% e atingir 160 aviões, de acordo com as tendências globais de demanda de carga aérea de longo prazo.
  • Na última década, as transportadoras latino-americanas abriram conexões para mais de 200 pares de cidades em toda a região, uma base para a demanda futura por aeronaves de corredor único, que representarão mais de 90% das entregas.
  • As transportadoras da região vão precisar de 118 mil novos funcionários de aviação, incluindo 35 mil pilotos, 35 mil técnicos e 48 mil membros da tripulação de cabine nas próximas duas décadas, de acordo com previsões da Boeing (2022 Pilot and Technician Outlook).

https://www.aeroflap.com.br/com-brasil-na-lideranca-boeing-preve-que-a-frota-de-aeronaves-da-america-latina-quase-dobrara-nos-proximos-20-anos/?fbclid=IwAR1ppFiUyczNQlTH_cXQMM6O2B2yMBHP5ottdMQ9PyQU_t9o_CZsIW6uZfw

SANTANA

SANTANA - Jornalista/ Bacharel em Ciência Política / Sociólogo/ Gestor em Segurança Pública e Policiamento / Pós graduado em Sociologia e Política de Segurança Pública

Deixe um comentário