Por Santana

A estratégia do Sindguardas está errada! Qualquer projeto Institucional ou privado tem que possuir como 1° preocupação o material humano, a valorização profissional, financeira e intelectual dos seus agentes, pois estes, são o alicerce da instituição. A corporação GCM, já possui um plano de carreira votado e aprovado pela Câmara Municipal de São Paulo, e sancionado pelo prefeito, onde segundo este plano de carreira a GCM está inserida em uma categoria profissional de nível técnico, portanto cadê o vencimento base padrão de nível técnico para estes valorosos policiais? Simplesmente, não existe esse padrão de vencimentos na PMSP! Como que o sindicato da categoria brigou para inserir no plano no carreira um padrão de vencimento que não existe na Prefeitura? A PMSP possui padrão de vencimentos referentes ao nível básico/médio e superior! Portanto, sindicalistas, parem de falar em reajuste e, em somar gratificação com salário base padrão! Uma coisa não tem nada a ver com a outra, RETP não é salário, mas sim, uma gratificação pelo exercício da atividade policial diferenciada das demais categorias de servidores.

Esta nobre categoria, necessita de correção e enquadramento correto de seu salário base! Se não existe um Vencimento padrão de nível técnico.. solicitem o enquadramento da categoria no nível médio, com o salário base de nível médio, logicamente fora o RETP, ou solicite uma valorização de verdade para estes valorosos policiais, enquadrando-os na categoria de nível superior conforme a Lei Municipal 14591/07, com 30h semanas, como forma verdadeira de valorização e reconhecimento, tendo em vista que, os valorosos agentes da GCM são os únicos servidores da PMSP que correm risco 24h.. estão expostos a risco de morte, demissão, prisão, lesões, doenças e ações criminosas decorrentes de suas atribuições funcionais ou em decorrência destas, conforme rege a Lei Federal 13022/14.

Além do que, a grande maioria dos agentes possuem ou estão cursando algum curso superior! Ainda, a GCM arrecada R$ milhões com autuações de trânsito e fiscalizações de cunho ambiental. Uma corporação que quer ser grande não pode pensar pequeno, não pode se sujeitar a um dos piores salários desta Metrópole mais rica da América Latina. O salário do valoroso policial da GCM tem que ser conforme o grau de risco e atribuições que a carreira exige! Não pode ganhar igual ou pior que os demais servidores que não possuem metade das atribuições e riscos que a carreira GCM exige.

Portanto, Sindguardas.. ouça mais a sua categoria.. verifique qual é a prioridade de seus agentes..e respeite a decisão da maioria. Além de que, os senhores precisam aproveitar o atual momento político favorável à corporação, tanto por meio do atual Prefeito Ricardo Nunes, como por diversos vereadores sensíveis aos problemas e necessidades desta valorosa corporação policial que tanto faz por esta Metrópole. A GCM-SP é uma importante ferramenta para a redução drástica dos índices de criminalidade, seus agentes são altamente qualificados e comprometidos para com a sociedade, seu modelo de policiamento é altamente eficaz, tais agentes estão inseridos na sociedade e possuem o respeito e confiança da mesma.


Santana Jornalista MTB 0073071-SP/ Bacharel em Ciência Política / Pós graduado em Segurança Pública e Sociologia da Segurança Pública pmbnoticias.com

Acessem a nossa loja https://amzn.to/3oCl6aE

Foto https://g1.globo.com/

By SANTANA

SANTANA - Jornalista / Bacharel em Ciência Política / Gestor em Segurança Pública e Policiamento / Pós graduado em Sociologia da Segurança Pública

Deixe um comentário