A decisão de deixar a instituição havia sido anunciada em 2017

Por: Agência Brasil em 01/01/19 às 17H44

Com a chegada de 2019, os Estados Unidos e Israel oficializaram sua saída da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

A decisão de deixar a instituição, que faz parte do sistema das Nações Unidas, foi anunciada em 2017, mas ganha efeito concreto a partir de hoje (1º). 

De acordo a rede pública alemã Deutsche Welle,os governos dos dois países justificaram a decisão citando o que alegam ser um viés contrário a Israel e suas políticas adotado pela organização.

Na ocasião do anúncio, o governo dos Estados Unidos divulgou comunicado mencionando o que chamou de “viés contínuo anti-Israel da Unesco” e a “necessidade de reformas na Instituição”. No comunicado, a administração Trump disse que continuaria acompanhando os trabalhos do órgão, mas na condição de observador não membro.Leia também:
Trump e Netanyahu conversaram sobre ‘ameaças representadas pelo Irã’ 
Primeiro-ministro israelense Netanyahu é interrogado sobre ‘presentes ilegais’
‘Bolsonaro tem alinhamento cego à gestão Trump’, diz Haddad

Logo após a notícia, a diretora-geral da Unesco, Irina Bokova, lamentou a decisão. “No momento em que a luta contra o extremismo violento exige um renovado investimento na educação, no diálogo entre as culturas para evitar o ódio, é profundamente lamentável que os Estados Unidos se retirem da agência das Nações Unidas que lidera essas questões”, disse, em comunicado oficial.

A controvérsia entre as duas nações e a instituição vem desde o início da década. Em 2011, a Unesco reconheceu a Palestina como Estado independente. Naquele ano, os Estados Unidos pararam de repassar as cotas como Estado-membro. Desde então, o país está na condição de integrante da Unesco, mas sem exercício de voto por não contribuir financeiramente com a instituição.

Segundo a Deutsche Welle, o governo de Israel também reduziu os repasses de recursos às Nações Unidas, especialmente após decisões da Unesco relacionadas a locais reconhecidos como patrimônios do povo palestino.

https://www.folhape.com.br/noticias/noticias/mundo/2019/01/01/NWS,91997,70,451,NOTICIAS,2190-ESTADOS-UNIDOS-ISRAEL-OFICIALIZAM-SAIDA-UNESCO.aspx?fbclid=IwAR3h1SuNp0k-yVVHyPnYYZpzRFrZllN-iMWBtJ-iUoB1M1fqlRPvP8stRsg

By SANTANA

SANTANA - Jornalista / Bacharel em Ciência Política / Gestor em Segurança Pública e Policiamento / Pós graduado em Sociologia da Segurança Pública

Deixe um comentário