• seg. jul 15th, 2024

PMB NOTÍCIAS

Tudo que você precisa saber, agora ao seu alcance.

Concurso de miss infantil no SBT não pode, mas tocar homem nu pela “arte” pode?

BySANTANA

out 5, 2019

O que motiva a crítica contra o Miss Infantil no SBT não é a preocupação com crianças, mas com outros interesses

Por: Will R. Filho

O concurso de miss infantil do Programa Silvio Santos, em que meninas foram expostas à avaliação de jurados e plateia usando trajes de banho, virou alvo de dois inquéritos abertos pelo Ministério Público do Trabalho e pela Promotoria de Justiça de Osasco.Continua depois da publicidade

A competição foi exibida pelo SBT em 22 de setembro e será investigada por suposta sexualização de crianças. No concurso, cinco meninas, que tinham 7 e 8 anos de idade, foram avaliadas por seus atributos físicos. As garotas usaram fantasias, maiôs e vestidos de gala.

A plateia votava em sua preferida através de um sistema eletrônico, e elas também recebiam comentários e votos de Chris Flores, Ellen Ganzaroli e Thaís Pacholek, convidadas de Silvio.

“Agora, vocês do auditório, que estão com o aparelhinho [de votar], vão ver quem tem as pernas mais bonitas, o colo mais bonito, o rosto mais bonito e o conjunto mais bonito”, disse o apresentador durante a prova de trajes de banho, informou o Notícias da TV.

Em Brasília, o Ministério Público do Trabalho se manifestou alegando que o caso merece atenção, “porque as crianças podem estar sujeitas a erotização e sexualização precoces, a situações adultas, a desgastes emocionais, constrangimentos e exposições“, explicou a procuradora Ana Maria Vila Real, em entrevista ao Estadão, com destaque nosso.

Se for em nome da “arte”, pode?

A reação ao programa exibido por Silvio Santos é mais um retrato fiel da hipocrisia que tomou conta da sociedade, e tudo em função não das crianças, mas de interesses políticos, econômicos e ideológicos.

Em setembro de 2017, por exemplo, durante a “performance” de um “artista” nu no Museu de Arte Moderna (MAM), no Ibirapuera, Zona Sul de São Paulo, uma menina foi estimulada à tocar no sujeito completamente sem roupas, na presença de vários adultos, inclusive sua mãe.

Qual foi o entendimento do Ministério Público Federal de São Paulo sobre o caso? Ora, se levássemos em consideração os mesmos argumentos apresentados contra o Miss Infantil de Silvio Santos, de que crianças não podem ser “sujeitas a erotização e sexualização precoces, a situações adultas, a desgastes emocionais, constrangimentos e exposições“, não restaria dúvida de que a “performance” foi criminosa.

Todavia, a decisão do MPF foi a seguinte: “Com efeito a mera nudez do adulto não configura pornografia eis que não detinha qualquer contexto erótico. A intenção do artista era reproduzir instalação artística com o uso de seu corpo, e o toque da criança não configurou qualquer tentativa de interação para fins libidinosos”, afirmou a procuradora da República Ana Letícia Absy, com destaque nosso, segundo a Exame.

De forma semelhante, a exposição QueerMuseu que também ocorreu em 2017, expôs para alunos de escolas públicas imagens de pedofilia, pornografia/orgias, zoofilia (sexo com animais) e profanação a símbolos religiosos diversos. Qual foi o entendimento da Justiça? Não precisamos comentar…

No final das contas, qualquer exploração da imagem infantil deve ser repudiada, e isso inclui, sim, o Miss Infantil. Entretanto, o programa do SBT está anos-luz em distância dos outros exemplos citados. O problema maior, neste caso, não é o programa, mas o apoio do apresentador ao atual presidente do país. Essa é a verdadeira motivação por trás das críticas.

A preocupação com as crianças, de fato, passa longe dessas críticas. O que importa mesmo é a oportunidade de atacar o inimigo nessa guerra de narrativas medíocre e hipócrita na qual se encontra o Brasil.

https://youtu.be/NslZIvTcyUM

https://www.opiniaocritica.com.br/noticia/778/concurso-de-miss-infantil-no-sbt-nao-pode-mas-tocar-homem-nu-pela-qarteq-pode-?fbclid=IwAR23LMvAQ7ydV4BE2jS1tb4Hnaqn7nv_lRECdVY6AANhqGsUwKYN7JhFI3w

By SANTANA

Jornalista/ Bacharel em Ciência Política / Sociólogo/ Gestor em Segurança Pública e Policiamento / Pós graduado em Sociologia e Política de Segurança Pública

Deixe um comentário

Verified by MonsterInsights