7 de agosto de 2021

PMB Notícias

Santana Jornalista

Centrão é o maior inimigo do povo brasileiro”, declara deputado Luiz Philippe de Orleans

Por Wilson Oliveira
O deputado Luiz Philippe de Orleans e Bragança, príncipe herdeiro da Família Real, declarou em entrevista para o jornal “Estadão” que o centrão (grupo parlamentar que reúne vários partidos no Congresso e se declara independente) é o maior inimigo do povo brasileiro. O Príncipe, um dos mais aclamados da bancada bolsonarista, também colocou o centrão como maior oposição ao governo.
“O Centrão é a maior oposição. O Centrão está desapegado da sociedade por natureza. Eles não são representativos da sociedade, eles são do sistema. Eles vão se eleger porque o sistema vai elegê-los, então dane-se a sociedade para eles. Esse é o maior inimigo, o sistema e os representantes do sistema”, disse o deputado fiel aliado de Bolsonaro.
Luiz Philippe justificou sua fala explicando que esses são os deputados que votam contra todas as boas mudanças políticas, que defendem o aumento do fundo eleitoral, que são contra o aumento da transparência, que ignoram as demandas dos eleitores e que só pensam em reforçar o poder dos partidos e dos seus donos.
“O Centrão (está) acostumado a apadrinhar prefeitos, a passar emenda parlamentar para se eleger numa aliança futura, tem cabos eleitorais pagos pelo gabinete durante todo o ano e que trabalha no ciclo eleitoral. O dinheiro público jogado para o sistema político não tem mais cabimento”, disparou o Príncipe.
Perguntado sobre o presidente da Câmara dos Deputados Rodrigo Maia (DEM-RJ), Luiz Philippe disse que não sabe definí-lo, mas que prefere uma ruptura e que o governo se beneficiaria muito mais se a Câmara fosse presidida por um aliado.
“O Rodrigo Maia é uma incógnita para mim. Não sei dizer se foi um erro ou um acerto. Sem dúvida houve dissonâncias ao longo do ano. Agora, para equilibrar o jogo dentro do Congresso… O Rodrigo Maia conseguiu fazer algumas coisas, minimizando o desgaste. Eu, particularmente, prefiro a ruptura. A gente se beneficiaria de uma Câmara liderada por quem está em simbiose com o governo”, concluiu.
Aliança Pelo Brasil, o novo partido dos bolsonaristas

O deputado Luiz Philippe de Orleans e Bragança acredita que o novo partido de Bolsonaro que está em formação, o Aliança pelo Brasil, tem capacidade para nas próximas eleições eleger de 20% a 30% do Congresso Nacional. Na entrevista, ele definiu como atuará a legenda, que ele está ajudando a construir.
“Valorização do nosso patrimônio, uma visão que dominou o século 20. O manifesto tem nacionalismo, em termos de política externa, é conservador nos costumes e totalmente capitalista. Uma postura mais sã, uma visão que formou os grandes países. Teremos a proteção da cidadania, do território, dos valores e da livre-iniciativa. É realmente o primeiro partido conservador. Vamos evitar gente ruim, ficha-suja, condenado em segunda instância, terrorista, invasor de terra, quem faz piquete destrutivo da ordem pública”, disse.
Perguntado se iria disputar a Prefeitura de São Paulo pelo Aliança, Luiz Philippe afirmou que não tem “nenhum plano eleitoral”. O Príncipe revelou que não tinha ambição nem de ser deputado. Mas ele também disse que por outro lado pode se apresentar para concorrer se tiver chance de ganhar e se for necessário para impedir a vitória de pessoas ou de projetos errados.

http://www.ocongressista.com/2019/12/centrao-e-o-maior-inimigo-do-povo.html?fbclid=IwAR3UKaV9IpSKx_igm6wAUmRu9D-oPTL9GweHQjO8mY5v04Ydqh_IH_AKmzY